Bem-vindo ao SoQuadrinhos, por favor, efetue Login ou Crie uma conta para ter acesso total aos fóruns. Se tiver algum problema, Entre em Contato.

Detalhes
Função : Escritor, Desenhista
Nascimento : 06/07/1950
Naturalidade : West Bromwich, West Midlands, Inglaterra
Website : www.byrnerobotics.com
Resposta: #1
John Byrne
John Lindley Byrne é um famoso desenhista e roteirista de histórias em quadrinhos inglês, que se mudou aos oito anos para o Canadá e naturalizou-se americano.

O trabalho pelo qual ficou mais conhecido foi sua fase na revista "X-Men" durante os anos 80, mas já trabalhou nas revistas dos principais super-heróis dos quadrinhos americanos. Outros trabalhos notáveis foram na revista "Superman" e "Quarteto Fantástico". Nas histórias do "X-Men" lançou a Tropa Alfa, grupo de super-heróis canadenses que perseguia seu ex-integrante, Wolverine. O cuidado especial de Byrne com esse personagem, aliás, ajudou-o a que se transformasse num dos maiores heróis da editora Marvel do novo século. Enquanto assumiu o "Quarteto", tratou de substituir o Coisa pela Mulher-Hulk, outra de suas personagens favoritas, a quem dedicou até uma "graphic novel".

Byrne gosta de inserir sensualidade em seus desenhos, tendo esse gosto atingido o máximo com a série "Mulher-Hulk", na qual explorou toda essa qualidade inerente da personagem. Quando trabalhou com os "X-Men", "esquentou" o relacionamento de Ciclope e da Garota Marvel (na época chamada de Fênix). A repercussão positiva fez com que tentasse fazer o mesmo ao assumir outros personagens tradicionais, que até então não recebiam esse típo de abordagem em função do rígido Controle de Ética dos quadrinhos americanos (Comics Code Authority): ao desenhar "Hulk", casou o herói com Betty Ross; na série "Capitão América", criou algumas candidatas a namoradas do herói; Namor e a Mulher Invisível tiveram realçadas as respectivas sensualidades.

Byrne também tentou explorar a homossexualidade no universo dos super-heróis. Para alguns, foi uma outra tentativa de tornar seus personagens mais reais. Outros criticaram, alegando que Byrne estava se valendo de um oportunismo politicamente correto para agradar seus colegas na mídia e conseguir aplausos fáceis. O exemplo mais lembrado de personagem gay do autor é Estrela Polar, membro da Tropa. Todavia, na época o artista não conseguiu explorar essa idéia, por pressões editoriais. Somente nos quadrinhos atuais o herói canadense finalmente assumiu sua homossexualidade, assim como Colossus, um dos X-Men que Byrne desenhava já com tais tendências, embora sem provocar alarde. Na célebre reestruturação do "Superman," lançou a personagem da policial Maggie Sawyer, explicitamente lésbica.

Durante os anos 90, Byrne criou várias historietas menores, como "Next Men" e "Danger Unlimited". Já sem a parceria de outros parceiros roteiristas, esse material noventista se mostrou bem desenhado, mas sem conteúdo. Também é nessa época que o autor passou a arte-finalizar e letrirar sozinho suas histórias.

Entre os anos de 2004 e 2005 trabalhou principalmente para a DC Comics. A década de 2000 já mostra um Byrne melhor como roteirista, em especial na série "Superman & Batman: Gerações".

Um de seus trabalhos mais recente é a série "Star trek" (Jornada nas estrelas), que vem sido publicada nas revistas da editora IDW.
(Resposta editada pela última vez em: 03-11-2012 08:10 PM por Knight Rider.)
Citar

Avaliação dos Usuários Para John Byrne
Ajude a comunidade a crescer avaliando a qualidade deste artigo!
Avaliação Média :
  • 3 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Total de Votos : 3

Comentários dos Usuários Sobre John Byrne
Offline Sr.Meliante - 11-05-2014, 11:29 AM
Resposta: #2
John Byrne criou um grupo de heróis q lembra muito o X-Men(visualmente) na IDW chamado Triple Helix, tem essa scan traduzida aqui?
Buscar Citar



Ir ao Fórum:

© 2007-2012 SoQuadrinhos

Página desenvolvida por Knight Rider